Viver Bem

Projeto direcionado a crianças na faixa etária de 7 a 9 anos e seus familiares. Contempla conteúdos de educação para saúde, responsabilidade ambiental, valores e comportamento social (bons modos), e prevenção às drogas.

O projeto teve início em 2010, com o foco no desenvolvimento físico e emocional de crianças de forma harmoniosa e com respeito ao meio ambiente; conteúdos de educação em saúde, de responsabilidade ambiental, valores, autoestima e comportamento social (bons modos).

Reforçar a importância de saber tomar decisões (prevenção às drogas).

Objetivos específicos do Projeto:

  • O Criança é Vida Viver Bem tem como objetivo final a “Prevenção às Drogas”, mas a abordagem envolve a tomada de decisões para se viver bem.
  • A natureza do trabalho exige vínculo com a comunidade (confiança/simpatia).
  • O trabalho contempla conteúdos de educação em saúde, mas também de responsabilidade ambiental, valores e comportamento social.
  1. O cérebro comanda tudo!
  2. Saúde, alimentação e hábitos saudáveis
  3. Saúde e meio ambiente
  4. Decisões para viver bem

Os professores reportam a transformação dos alunos, o projeto é proveitoso, vem em boa hora, a forma como tudo é trabalhado é ótima. Havia problemas de relacionamento e agora a receptividade é muito boa. Nas reuniões com os pais, não faltou um pai sequer… Não temos mais relatos de crianças sem banho, com cheiro de xixi. É incrível, mas a orientação de higiene teve grande repercussão. O projeto é maravilhoso!

Ler o comentário na íntegra

Este projeto foi o melhor e maior já feito por uma empresa aqui no município beneficiando crianças de nossas escolas públicas. Os outros projetos não tiveram visibilidade, não se chegou a tomar conhecimento na educação, não tiveram impacto.

Ler o comentário na íntegra

Foi gratificante. Alguns alunos montaram os lanches e orientaram uns aos outros dizendo: “Come, eu também não gostava de alface e estou comendo”.

Ler o comentário na íntegra

As crianças prepararam os lanches, comeram e gostaram bastante. Consegui observar que, após a aplicação do módulo, os alunos estão trazendo menos salgadinhos e doces. Alguns pais, inclusive, vieram comentar que já utilizaram o livro de receitas do projeto.

Ler o comentário na íntegra